Fazer diferente.

Faça a diferença, seja a diferença!

Roger Stankewski

 

Quantas vezes já tiveram vontade de mudar, mas ficaram presos nos pensamentos dos resultados, mesmo antes de colocar em ação um plano de mudança?

 

As mudanças são parte integrante do percurso de qualquer ser humano. Não existe nenhuma novidade nisto. Mesmo quando cada um de nós não pensa em mudar, fatos e acontecimentos acabam por nos condicionar e levar a mudar atitudes e comportamentos. No entanto, quantas vezes essas mudanças foram percecionadas com um olhar de indiferença, e no fundo mudou-se com o sentimento de “ficou tudo na mesma”?

 

Numa mudança é muito importante colocar um fator, que na maioria das vezes, é fundamental: a diferença. Fazer diferente.

Vivemos numa cultura onde somos educados e formatados a seguir uma série de padrões, quer individualmente como no seio das organizações. E depois somos confrontados com a incongruência dos estímulos sociais e organizacionais para tomarmos a iniciativa de fazer diferente…mas quando essa diferença acontece, sentimos a critica e o peso de influencia dos “rebanhos”, onde pensar e agir diferentemente cria uma insegurança e pode destabilizar. Mesmo sabendo que no campo das empresas, não podem existir um número dispare de orientações, “ao gosto de cada um”, mas a promoção da criatividade e da iniciativa individual como forma de abrir espaço ao potencial de cada, não deve nem pode ser apenas a “manipulação” mental de parecer… as organizações devem estimular o ser.

O ser diferente pela positiva e pelo empreendedorismo…fomentando essa tradução quase à letra do “empowerment”, criando espaço para o desenvolvimento real e efetivo de cada colaborador. Este mesmo vai trazer a criação de valor à empresa.

O ser criativo, dando asas ao pensamento da disrupção, do criar novos “mundos” de fazer diferente e ajudar à diferença.

 

Como mudamos com diferença?

  1. Com consciência do que queremos e como queremos mudar para criar um impacto de criação de valor, seja pessoalmente ou na organização;
  2. Com a abertura a fazer um plano de ação para mudar e fazer diferente;
  3. Com vontade em colocar o mesmo plano em prática;
  4. Em não temer se alguns passos não trazerem os resultados pretendidos, pois fazer, arriscar, errar, pensar de novo, fazer de novo, arriscar de novo… apenas assim se vai descobrindo o que de fato é exequível para alcançar a mudança com diferença.
  5. E criatividade para a todo o momento, conseguir criar e recriar as melhores soluções para alcançar a meta desejável.
  6. Deixo o último ponto para as organizações: Confiança. Nada se consegue, mesmo individualmente, sem confiança. E este valor não se entrega numa bandeja de prata… conquista-se com autonomias, motivação, escuta ativa, assertividade e capacidade positiva e construtiva.

 

No próximo mês vamos falar de como ser igual, sendo diferente.

Fiquem bem, protejam-se, sejam responsáveis e procurem a diferença… ela muda mundos.

 

Do it differently.

Make a difference, be a difference!

Roger Stankewski

 

 

How many times have you wanted to change, but got caught up in thinking about the results, even before putting a change plan into action?

 

Changes are an integral part of the journey of any human being. There is nothing new in this. Even when each one of us does not think about changing, facts and events end up conditioning us and leading us to change attitudes and behaviors. However, how many times were these changes perceived with a look of indifference, and deep down changed with the feeling of “everything remained the same”?

 

In a change it is very important to include a factor, which most of the time, is fundamental: the difference. Do it differently.

We live in a culture where we are educated and trained to follow a series of standards, both individually and within organizations. And then we are faced with the incongruity of social and organizational stimuli to take the initiative to do differently…but when this difference happens, we feel the criticism and the weight of influence of the “herds”, where thinking and acting differently creates insecurity and can destabilize. Even knowing that in the field of companies, there cannot be a different number of guidelines, “to everyone’s taste”, but the promotion of creativity and individual initiative as a way to open space for the potential of each, should not and cannot be just the mental “manipulation” of opinion… organizations must stimulate being.

Being different for the positive and for entrepreneurship…fostering this translation almost literally of “empowerment”, creating space for the real and effective development of each employee. This same will bring the creation of value to the company.

Being creative, giving wings to the thought of disruption, of creating new “worlds” of doing things differently and helping to make a difference.

 

How do we change with a difference?

  1. With awareness of what we want and how we want to change to create a value-creating impact, whether personally or in the organization;
  2. With the openness to make an action plan to change and do it differently;
  3. Willing to put the same plan into practice;
  4. In not fearing if some steps do not bring the intended results, because doing, risking, making mistakes, thinking again, doing it again, taking risks again… this is the only way to discover what is actually feasible to achieve change with a difference .
  5. And creativity for all the time, being able to create and recreate the best solutions to reach the desired goal.
  6. I leave the last point to organizations: Trust. Nothing is achieved, even individually, without trust. And this value is not delivered on a silver platter… it is achieved with autonomy, motivation, active listening, assertiveness and positive and constructive capacity.

 

Next month we’re going to talk about how to be equal, being different.

Stay well, protect yourselves, be responsible and look for the difference… it changes worlds.

Somos Humanos

Carlos Almeida

 

“A imagem é uma coisa e o ser humano é outra… é muito complicado viver de acordo com uma imagem”Elvis Presley

É um enorme prazer estar aqui a escrever para cada um de vós.

Não podia começar o meu primeiro texto sem agradecer a todos os que possibilitaram a existência deste site, deste lugar de reflexão e ideias. O Etherlive71 pretende ser um lugar de todos e para todos. Seja individualmente ou organizacionalmente. Vamos trabalhar para estar perto das pessoas e das organizações, das empresas que desejam soluções diferentes e diferenciadas. Vamos estar com os empreendedores que procuram novos rumos e que criam esses mesmos. Queremos partilhar reflexões, perspetivas, ângulos, cores e a ausência delas, discussões, debates, conferencias… queremos criar um equilíbrio. Assim é o etherlive e sejam bem-vindos.

Somos humanos. Não somos máquinas nem números. Não somos low ou high. Não somos uma mera mescla de leituras arbitrárias que induzem escolhas desalinhadas. Não somos uma espécie superior ou inferior. Não somos imbatíveis ou imortais. Somos só humanos.

Mas é isso que faz de nós todos algo admirável. Darwin dizia que “Não é o mais forte, nem o mais inteligente que sobrevive, mas sim aquele que melhor se adapta à mudança”. Pois somos humanos em mudança. Constante e sem limites. Podemos não nos aperceber dessa mesma alteração ou disrupção. Mas ela acontece todos os dias.

Acredito que muitos já estarão a discordar, mas esse mesmo ato ou perspetiva é sinal de uma mudança, porque as minhas palavras provocaram em cada um uma sensação, um sentimento de discórdia… ou seja, provocou uma mudança de estado. E essa alteração vai semear um despertar de consciência adormecida, da personalidade que está dormente e escondida. E dai para a frente, admiravelmente, se alimentarem essas pequenas mudanças, trarão a vós mesmos e ao mundo que vos rodeia… o vosso único e admirável potencial.

Termos uma opinião diferente de outro cria essa faísca de mudança. Precisamos de estar atentos à diferença. É ela que desperta todo o lado criativo que habita em cada um. Depois é desencadear a sua própria liderança pessoal e desenvolver a partir dessa diferença… o seu mundo diferente.

E somos humanos todos diferentes. Assim somos e assim seremos. Sempre. E é ótimo sermos assim.

Mas então porque razão tememos tantas vezes a diferença?… fica para a próxima.

Grato e fiquem por aí, porque afinal isto tudo sem cada um de vós… não se equilibra.

We are Human

Carlos Almeida

 

“The image is one thing and the human being is another … it is very complicated to live according to an image” Elvis Presley

It is a great pleasure to be here to write for each one of you.

I couldn’t start my first text without thanking everyone who made this website, this place of reflection and ideas possible. Etherlive71 aims to be a place for everyone and for everyone. Whether individually or organizationally. We will work to be close to people and organizations, companies that want different and differentiated solutions. We will be with entrepreneurs who are looking for new directions and who create these same paths. We want to share reflections, perspectives, angles, colors and the absence of them, discussions, debates, conferences … we want to create a balance. So is the etherlive and welcome.

We are human. We are not machines or numbers. We are not low or high. We are not a mere mixture of arbitrary readings that induce misaligned choices. We are not a superior or inferior species. We are not unbeatable or immortal. We are only humans.

But that is what makes us all admirable. Darwin said that “It is not the strongest, nor the most intelligent that survives, but the one that best adapts to change”. For we are human in change. Constant and without limits. We may not be aware of that same change or disruption. But it happens every day.

I believe that many will already be disagreeing, but that same act or perspective is a sign of a change, because my words provoked in each one a sensation, a feeling of discord … that is, it caused a change of state. And this change will sow an awakening of sleeping consciousness, of the personality that is dormant and hidden. And go forward, admirably, if you feed these small changes, they will bring you and the world around you … your unique and admirable potential.

Having a different opinion from another creates this spark of change. We need to be aware of the difference. It awakens the creative side that inhabits each one. Then it is to unleash your own personal leadership and develop from that difference … your different world.

And we are all different humans. So we are and so we will be. Ever. And it’s great to be like that.

But then why do we fear the difference so often? … it’s for the next one.

Thank you and stay around, because after all this without each one of you … it does not balance.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.