Categoriespart(í)culas so(l)tas partículas dos dias

Uma Nova E(r)a…um Novo Equ(i)librio

Hoje apresentamos a Vida, o Amor, as Ligações, as Pessoas, as Ideias, os Preceitos, os Sons, os Objectivos, os Caminhos, os Universos…
Hoje apresentamos uma nova Era…a Era do Et(h)er, a Era do Eq(u)ilibrio…
Be Et(h)er, Be T(h)ere.
Bem vindo a esta Nova Era.

Fixem esta nova ideia. O Espaço, os Textos, os Conceitos, os Artigos, os Autores, as Reflexões, as Mudanças.

Fixem João Carlos Porfírio.

João Carlos Porfírio é Gerente de Vendas Oncologia na Bristol Myers-Squibb e lidera equipes de alta performance há 10 anos.

Tem uma vivência de 19 anos na área comercial de grandes multinacionais da indústria farmacêutica como Roche e Bristol.

Coach formado pelo Instituto Gerônimo Theml, tem como diretriz do seu trabalho e propósito de vida, ajudar as pessoas a se desenvolverem e assim conseguirem ser mais felizes em suas profissões e nas suas vidas.

Desenvolve um trabalho de compartilhamento de conteúdo para desenvolvimento profissional através de suas redes sociais LinkedIn, Instagram, Facebook e Youtube, contribuindo para transformar os ambientes corporativos através da capacitação das pessoas.

O João Carlos vai ser responsável pelo artigo Remedio para Cre(s)cer

Fixem Graça Rocha. licenciada em Humanidades, com pós-graduação em Orientação Educativa- Direção de Turma e Mestrado em Ciências da Educação – Gestão Escolar Intermédia, professora de Português e de Oficina de Teatro. Coordenadora do Projeto Palco e do Jornal da Escola. Gosta de ler, de conversar, de viajar e de descobrir o mundo…

A Graça vai ser responsável pelo artigo (In)certezas.

Fixem o José Rodrigues, 49 anos, de Viseu. Formação superior na área da gestão e carreira como consultor empresarial e formador. Sócio fundador da Visar Consultores, onde desenvolve toda a sua actividade profissional, em especial na área dos seguros. Autor do livro de memórias “Boas memórias de um mau estudante ” e dos romances “O Rio de Esmeralda”, “Voltar a Ti” e o mais recente “O Tempo nos teus olhos”, com a chancela Coolbooks, da Porto Editora. A família e os amigos, o karaté, a natação e o futebol veterano complementam o enorme gosto pela escrita.

O José vai ser responsável pelo artigo R(e)visão.

E fixem o vosso já conhecido Rui Sousa, que será responsável pelos artigo sede cinema e Tv, com o nome de Ima(r)gens.

Fixem esta imagem, ela é a Marca dos vossos Dias, do Vosso Lazer, do Vosso Prazer.

Uma Nova Era começa Agora, a Era do Et(h)er, a Era do Eq(u)ilibrio…
Be Et(h)er, Be T(h)ere.
Bem vindo a esta Nova Era.

Categoriespartículas dos dias

E chegámos ao Natal…

Sei que estivemos um pouco distantes, mas eu e você vamos de novo voltar a comunicar neste universo do Et(h)er.

Em breve irei trazer mais novidades, mas para já vamos nos concentrar nesta época festiva e de familia e amigos.

Por isso pedi a dois dos meus amigos e colaboradores do et(h)er, o Rui Sousa e o Pedro Marques, que nos brindassem com sugestões para o Natal. Aqui ficam, para quem ainda tem algumas duvidas de última hora, aproveitem.

Ouvir música com classe
Quem gostar de ouvir musica com Headphones, tem agora uma pequena maravilha da escola de design italiana.
Para quem não conhece , a Sonus Faber, é um dos maiores fabricantes de colunas de som do mundo e uma das marcas que maior desejo provoca em quem para elas olha e ouve.
Para alargar o seu mercado , e conseguir chegar a outros ouvidos, criaram a sua linha de headphones de alta – fidelidade.
Esta marca é comercializada em Portugal pela Imacustica, presente no Porto e Lisboa.
Fica uma foto para vos aguçar o apetite.
Desejo a todos um Feliz Natal e um excelente Ano Novo

Pedro Marques




Em termos tecnológicos e para quem gostar de consolas, actualmente a nível de hardware a melhor do mercado é a Xbox X da Microsoft. É uma boa opção para o verdadeiro “gamer” . O único senão é o preço. A nível de smartphones sugeria um android de Marca Nokia pois os modelos desta marca usam a versão “pura” deste sistema operativo móvel. Também tenho outra sugestão que está na moda: smartwatch. Uso um da Marca Xiaomi, modelo Amazfit Bip. Preço simpático e tem várias opções.
Para os “festivaleiros” há sempre opção de bilhetes para concertos / festivais, recomendo uma espreitadela à Fnac Bilheteira, que por estes dias está a apresentar uns preços muito interessantes, para ideias antecipadas.
Para quem ainda use DVDs e seja um “purista” e exigente a nível de som e imagem, existem várias opções cinematográficas ou mesmo a nível de acessórios para a TV (soundbar, leitores blueray, etc). Quem não gosta muito de se deslocar à salas de cinema, esta é uma opção bastante válida e que pode trazer para casa a ideia do cinema.
Depois temos os clássicos “kit experiência” para quem gosta de passeios / gastronomia/ spas…aqui deixo uma opinião…gozem a vida.

Rui Sousa




Da equipa Et(h)er, a Todos um Bom Natal…Comam, divirtam-se, aproveitem cada momento e sejam mesmo…Felizes.

Categoriespartículas de cinema

Aproxima-se o Outono…

Calma, sei que ainda estamos com tempo de Verão, mas a verdade é que a época de Outono aproxima-se a passos largos e quando dermos conta já as folhas estão a cair das árvores.
Nesse sentido, trago hoje duas sugestões cinematográficas, uma clássica e que outra que ainda não estreou. Comecemos pela mais antiga, então.
Com o Outono já se sabe que chega também o início de mais um ano lectivo que é precisamente a temática da minha primeira sugestão, o clássico “O clube dos poetas mortos” de 1989.
 

Recheado com um grande naipe de actores, a começar pelo gigante Robin Williams numa fantástica interpretação como o professor John Keating que vai leccionar uma turma onde podemos encontrar Robert Sean Leonard talvez mais conhecido pela sua participação na série “Dr House”, Ethan Hawke conhecido pelo filme “Dia de treino” por exemplo e Josh Charles, conhecido pelo seu papel do advogado “Will Gardner” na série “The Good wife”, entre outros actores.
Robin Williams aqui interpreta um professor de inglês numa escola clássica nos anos 50 com regras muito rígidas. O “Professor Keating” encoraja os alunos a pensarem “fora da caixa”, a serem originais ao mesmo tempo que lhes dá a a conhecer “O clube dos poetas mortos” que irá mudar para sempre a vida dos alunos e a maneira como estão habituados a ver o mundo. Como seria de esperar, o desafiar de regras históricas nesta escola não irá cair bem entre algumas pessoas com um pensamento mais clássico nomeadamente o director que tudo fará para que as coisas voltem ao normal e tradicional.
Este brilhante drama ganhou vários Óscares em 1990, para melhor argumento, melhor filme, melhor direcção e é claro, melhor actor principal para Robin Williams que festejou efusivamente. A não perder por quem gosta de bom cinema.
Avancemos agora para 2018, quando estreará aquele que será o último filme de outro “gigante de Hollywood”, o Sr Robert Redford.

                                     

Intitulado “The old man & the gun”, este filme que só poderemos ver dia 8 de Novembro em Portugal é baseado na história verídica de Forrest Tucker um criminoso de 70 anos que conseguiu fugir da conhecida prisão de “San Quentin” e que executou uma série de golpes evitando as autoridades. De momento encontra-se nomeado para dois prémios, no festival de cinema de Londres e de Toronto. Segundo Robert Redford será a sua despedida do grande écran, o que por si só já dá um bom motivo para ver esta película. Conta também com a participação de Sissy Spacek, Cassey Affleck e Danny Glover, entre outros.
Espero que apreciem as minhas sugestões. Bom cinema.
RMS

Categoriespartículas de cinema

Todos suspeitos



“Bajo sospecha”, “Todos suspeitos” em Português, é uma série espanhola que é transmitida na “SIC Radical”. Na primeira temporada desta série, numa pequena localidade, uma criança desaparece na festa da sua primeira comunhão. Numa família grande, todos são suspeitos e todos têm algo a esconder. Uma história repleta de suspense e mistério que revelará pouco a pouco, os motivos que cada um tem para cometer este crime. Bons actores com boas interpretações. Se gostaram da “Casa de papel”, têm aqui outra série de elevada qualidade, a não perder.

Categoriespartículas de cinema

Perdidos no espaço pelo Et(h)eriano Rui Sousa

Recentemente terminei de ver a primeira temporada da série “Lost in Space” (Perdidos no Espaço) que está a ser transmitida na Netflix portuguesa.
Trata-se do “remake” de um original de 1965 e que também teve uma adaptação em 2004.
Nesta história de 2018 que se passa daqui a 30 anos, a humanidade está pronta para colonizar novos planetas. Assim sendo, lança uma nave que contém, entre outros, famílias escolhidas para dar início a uma nova e melhor(?) sociedade. Deste grupo, destaca-se a família “Robinson” que são as pessoas centrais desta aventura espacial.
Durante esta viagem, algo corre mal e há um desvio na rota traçada. Vários veículos, cada um com uma familia, separam-se da “nave-mãe” e rapidamente os Robinsons lutam pela sobrevivência enquanto se dirigem para um planeta desconhecido.
Ao aterrarem num terreno com clima inóspito, mas habitável, terão de tentar compreender o que os rodeia, onde estão, quem mais terá terá conseguido chegar e mais importante… o que aconteceu?
Depressa irão descobrir que não estão sozinhos e que vão ter que lutar muito para superarem obstáculos complicados.
Como se isso não bastasse, ainda iremos conhecer uma tal de “Dra Smith” que irá dificultar muito a vida aos nossos heróis e um poderoso robot que irá ser um precioso aliado e protector do mais jovem elemento dos Robinsons.
Uma série repleta de acção, aventura, mistério e muito ritmo mas com uma história bem elaborada e consistente. Cada episódio tem a sua dose q.b. de “stress” para os personagens principais e haverá alguns “flashbacks” para entendermos melhor determinadas situações.
A não perder, não só por fãs de ficção científica, mas por quem aprecia uma boa história de aventura