A plataforma de streaming HBO Portugal, tem claramente um catálogo inferior ao da concorrente Netflix Portugal, mas também consegue surpreender com séries de boa qualidade. É o caso de “Chernobyl” actualmente em exibição .

A geração dos anos 80 não se esquecerá certamente deste trágico evento na central nuclear de Chernobyl na união Soviética no mês de Abril de 1986.

Esta mini série relata os acontecimentos que levaram ao desastre e como os soviéticos lidaram com isso de uma maneira muito branda, quase surreal, antes de se saber as verdadeiras dimensões da catástrofe.

Trata-se de uma produção americana e britânica, por isso os diálogos são em inglês mas foi mantida a língua russa nas transmissões das televisões e rádios, durante os episódios.

Esta história é um bocado assustadora não só porque é um evento real mas também porque embora tenha sido há muitos anos, ainda hoje faz sentir os seus efeitos nas pessoas e no ambiente, e assim será durante muito e muito tempo, infelizmente.

Uma mini série muito bem feita, com um bom ritmo no desenvolvimento da história, bons (e interessantes) personagens e com uma sequência de eventos que agarra o espectador mantendo um bom ritmo e suspense enquanto nos leva a conhecer melhor as pessoas que lidaram com tudo isto e como (algumas) se sacrificaram (ou foram sacrificadas) para salvar milhões.

Este acontecimento criou na época o receio da energia nuclear que ainda não estava bem dominada e lançou o debate sobre se deveria continuar a ser desenvolvida ou não. Um debate que ainda ocorre hoje em dia, talvez com menor intensidade.

A elevada pontuação de 9.7 (na altura em que escrevi esta crónica) no conhecido site IMDB, com mais de 70 000 votos, só demonstra que vale a pena tirarem um tempo para seguir os cinco episódios.

Boa visualização

RMS